ENTREGA RÁPIDA
Via Correios Sedex
CARTÃO DE CRÉDITO
Ou à vista via transferência
COMPRA PROTEGIDA
Via Pagseguro do Uol
FAPES BOOKS
Compromisso Editorial


Lançamentos

Ver todos


Mais Vendidos

Ver todos


Depoimentos


Notícias e Eventos Ver todas

Síndrome EOK12: cefaleia e síndrome de pânico associado ao prolapso ou escape mitral

Disautonomia: variante Síndrome EOK12 é uma alteração da homeostase do sistema autonômico com predomínio de atividade simpática sobre o parassimpático. Clinicamente os pacientes apresentam em forma isolada ou combinada: transtorno de ansiedade generalizada, síndrome ansiosa, enxaqueca, síndrome do colon irritável, síndrome do pânico, neurodermatite. Lembrando que a clínica pode ter associado mais de uma das características clínicas, assim como vir em forma isolada. A variante denominada Sindrome EOK12, é uma disautonomia relacionado ao prolapso ou escape da válvula mitral que acontece em mais de 8% da população. O diagnóstico de disautonomia ou síndrome EOK12, precisa de uma interação de uma anamnese adequada associado ao exame físico, em geral não tem alterações laboratoriais nem de imagem.

O tratamento consiste em inibir a ação simpática e inibir a resposta dopaminérgica exagerada, estimular atividade gabaminérgico e modular vias serotoninérgicas.

OLSZEWER, Efrain. Síndrome EOK12: cefaleia e síndrome de pânico associado ao prolapso ou escape mitral. RPO, Síndrome EOK12: cefaleia e síndrome de pânico associado ao prolapso ou escape mitral. São Paulo. Ed. 14. p.31 – 34.

Continuar Lendo

Entendendo a vitamina K

A vitamina K, principalmente a vitamina K2, tem uma maior afinidade pelas paredes das artérias e pelos ossos, assim, vários trabalhos têm mostrado que pacientes que são deficitários em vitamina K, terminam diminuindo a atividade dos osteoblastos por inibição da osteocalcina, que, para ajudar ao depósito de cálcio nos ossos, usa um aminoácido denominado de ácido glutâmico, que tem uma carga negativa contra duas cargas positivas do cálcio. Quando o cálcio não é depositado em ossos pela deficiência de vitamina K, esse mineral termina depositando-se na matriz proteica do endotélio arterial, também dependente de ácido glutâmico denominado de glicocálix, que favorece o endurecimento das paredes das artérias relacionado com os fenômenos de arteriosclerose.

OLSZEWER, Efrain. Entendendo a Vitamina K. RPO, Vitamina K e Matriz Proteica GLA. São Paulo. Ed. 10. p.06 – 07.

Continuar Lendo

Efeitos do chá verde em potencializar a perda de gordura corporal durante a atividade física

A prática regular da atividade física traz benefícios para a saúde da população. A alimentação deve ser composta por alimentos antioxidantes, pois possui um papel importante na redução da oxidação lipídica.  O chá verde, proveniente das folhas da Camellia sinensis, é rico em substancia antioxidantes, contém componentes polifenólicos, que incluem flavanóis, flavandióis, flavanóides e ácido fenólicos. Entre uma variedade de benefícios à saúde atribuídos ao consumo do chá verde, grande atenção tem sido dada ao efeito na redução da gordura corporal.

MIRANDA, Amanda. Efeitos do chá verde em potencializar a perda de gordura corporal durante a atividade física. RPO, FITOTERAPIA: A importância do controle de qualidade na fitoterapia. São Paulo. Ed. 06. p.27 – 29.

Continuar Lendo